O coral de Natal - Uma mensagem do Pastor Marcio Junior

O coral de Natal

Pregador Senior
O que é pregação expositiva?
7 de dezembro de 2019
10 Pregadores
10 grandes pregadores da história
8 de janeiro de 2020

O coral de Natal

Manjedoura Natal

O coral de Natal mais antigos que se tem notícia é formado por anjos.

Imagine a perfeição da melodia, as notas musicais executadas com a mais perfeita precisão. Os acordes cantados pelos sopranos, contraltos, baixos e barítonos angelicais. Não há desafinação aqui, o tom é primorosamente afinado, não poderia ser diferente, são anjos cantando.

E, subitamente, apareceu com o anjo uma multidão da milícia celestial, louvando a Deus e dizendo: Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem.

Lucas 2:13,14 ARA

Parece-me que o Senhor já está muito bem servido de quem o adore e o louve, com uma qualidade que nenhum humano poderia se igualar. Mesmo tão bem toado de louvor Ele decide e escolhe ser louvado por mim, com minha voz dissonante. A desarmonia musical que consigo provocar parece não o incomodar, tenho a impressão que ele atenta mais para o som que meu coração pode produzir quando afinado com sinceridade em adoração do que com as notas musicais que minhas cordas vocais podem produzir.

Um coral de anjos celebra o nascimento de Jesus, eles parecem muito felizes na narrativa bíblica, fato que é muito curioso pois os anjos já pertencem ao céu, a notícia do evangelho não os afeta em nada. O lugar deles não se alterará, mesmo assim eles cantam alegremente o nascimento de Jesus.

O que falar da plateia então? Cantores humanos sempre buscam uma grande audiência a apresentação para muitas pessoas encanta qualquer artista, mas nessa cena, quem ouviu esse coral cantar? Quem contemplou a execução perfeita da melodia e harmonia angelical? Eles não têm uma plateia ilustre, não se apresentam diante de uma grande multidão em trajes de gala. Apenas homens mal vestidos e sujos pelo trabalho no campo, homens simples e provavelmente sem muito conhecimento musical ou refinamento artístico. Essa é a audiência do grande coral celestial.

A mensagem do hino é curta, mas contundente. Glória a Deus nas alturas. Não glorificam porque algo grandioso ou espetacular aconteceu, Deus abriu o mar, ou fez cair fogo do céu, ou coisas magnificas de se ver. Glorificam apenas porque um menino nasceu, mas todos os dias nascem meninos, o que há de especial neste caso, porque é necessário um Coral de Anjos para celebrar esse evento?

A letra da música diz que nas alturas Deus é glorificado porque esse menino nasceu. Os Anjos certamente sabiam o que estava acontecendo. Deus mais uma vez está na terra entre os homens era o que aquele coral de natal estava dizendo.

Paz na terra, verdadeira quietude porque o príncipe da paz nasceu, porque Deus se reconciliou com os homens.

Os pastores vão conferir aquilo que é anunciado pelos anjos, a mensagem não é apenas musical, é também didática, caminham até o local do nascimento. Todo esplendor do coro angelical dá lugar a uma simplicidade totalmente oposta, um estábulo, animais, palha, esterco, poeira, não parece o lugar apropriado para o nascimento de um rei.

Eles encontraram um menino pobre, mas nobre, um rei, da casa Real Israelita no seu estado mais decadente, onde os herdeiros do trono eram apenas um carpinteiro e sua noiva.

Ali, foi estabelecido o Reino, não um reino como os outros. Neste, o Rei não apenas alimenta os súditos, mas Ele mesmo é o Pão. Um principado que não é iluminado por lâmpadas, mas o Rei é a sua Luz. Um governo onde os súditos não apenas matam a cede, mas o seu Rei é a própria fonte de água viva.  Amém, amém.

Deixe o seu comentário e se gostou da mensagem Coral de Natal e se quiser ler outra mensagem de Natal clique aqui e acesse o sermão O Rei nasceu

Pr. Márcio Júnior

Siga-me nas redes sociais:



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *